SHIATSU E MTC

Há milhares de anos, algum tipo de massagem ou imposição das mãos vem sendo usado para curar e acalmar os doentes. No Oriente, as técnicas de massagem são valorizadas pelas suas aplicações terapêuticas e são usadas desde os primórdios dos tempos. O instintivo desejo de “friccionar até melhorar“, combinado com o aperfeiçoamento de técnicas elaboradas por longas tradições e pela teoria médica oriental, deu origem à massagem Tradicional Chinesa e ao Shiatsu no Japão.

Para os antigos médicos gregos e romanos, a massagem era um dos principais meios de aliviar a dor. No século V a.C., Hipócrates – o “pai da medicina” _ escreveu: Um médico deve ser experiente em muitas habilidades, mas certamente na fricção… pois friccionando, ele pode fortalecer uma articulação muito frouxa e afrouxar uma articulação muito rígida”. Plínio, o renomado naturalista romano, era regularmente “friccionado” para aliviar sua asma e Júlio César, que sofria de epilepsia, era diariamente massageado para aliviar sua neuralgia e suas dores de cabeça.

Depois da queda de Roma no século V d.C., os europeus fizeram pouco progresso na esfera médica e foram os árabes que estudaram e desenvolveram os ensinos do mundo clássico. Aviccena, filósofo e médico árabe do século XI, escreveu em seu Cânon que o objetivo da massagem era “dispersar matérias exauridas encontradas nos músculos e não aliminadas pelo exercício”.

Na idade média, pouco se ouviu falar em massagem na Europa, em razão do desprezo pelos prazeres carnais. Ela foi revitalizada no século XVI, principalmente por meio do trabalho de um médico francês, Ambroise Paré. Então, no início do século XIX, o sueco Per Henrik Ling desenvolveu oque hoje se conhece como massagem Sueca, um sistema sintetizado do seu conhecimento de ginástica e fisiologia e de técnicas chinesas, egípcias, gregas e romanas. Hoje, o valor terapêutico da massagem é reconhecido e ela continua prosperando e se desenvolvendo por todo o mundo ocidental, entre leigos e profissionais.

Massagem Chinesa

A Massagem Chinesa, bem como a acupunturara e a fitoterapia, é parte da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) usada na China há mais de 2.000 anos. Este é um tratamento físico e natural que segue a regra fundamental da medicina chinesa. “Para curar uma doença deve-se curar a raiz“. Para entender como a medicina chinesa promove a saúde e o bem-estar, primeiro é necessário entender seus conceitos,

YIN E YANG

A MTC nos oferece uma resposta única e exclusiva às antigas perguntas “O que é a vida?” e “como a vida foi criada?” Ela nos ensina que a base de toda a vida é a interação entre Yin e Yang.

Yin e Yang são aspectos opostos da matéria e dos fenômenos da natureza: e são ambos complementares e interdependentes. Tudo que há no universo há características Yin e Yang e, da mesma forma, todos os elementos do corpo humano podem ser Yin ou mais Yang. Quando sua saúde é plena, esses dois aspectos estão em equilíbrio perfeito.

Yin Yang

KI E SANGUE

Essas são duas substâncias essenciais necessárias para dar suporte à vida. O Ki pode ser considerado a energia ou força vital – a força motriz primária de todas as atividades da vida. Suas duas funções fundamentais são nutrir o corpo e protegê-lo contra danos externos. o ki e o sangue se apoiam e se complementam. O sangue precisa do Ki para se mover e o Ki é gerado pelo sangue.

O Ki e o sangue circulam por meio de trajetos energéticos denominados canais ou meridianos, no chamado fluxo Ki. O sangue flui suavemente. No entanto, se o fluxo é perturbado o Ki-sangue estagna, debilitando a saúde ou causando doenças. O objetivo da massagem chinesa é influenciar o fluxo Ki-sangue para garantir que ele seja suave e regular.

OS ÓRGÃOS

Na medicina chinesa, o termo “órgão” tem um significado mais amplo que no pensamento ocidental. Por exemplo, na medicina chinesa o rim é responsável não apenas pelo metabolismo da água, mas também por fornecer um vínculo entre as fontes de energia e crescimento, os ossos e o cérebro.

São doze os principais, órgãos, conhecidos como Zang-Fu. Os órgãos Zang, que são Yin, são pulmão, pericárdio, coração, baço, fígado e rim. Os órgãos Fu, que são Yan, são intestino grosso, triplo aquecedor, intestino delgado, estômago, vesícula biliar e bexiga.

O SISTEMA DE CANAIS

O sistema de canais (ou meridianos) – trajetos de energia pelos quais fluem o Ki e o sangue – foi descrito precisamente no primeiro livro médico chinês, Nei Jing, há mais de 2.000 anos. O sistema consiste em doze canais regulares, oito canais extras e alguns colaterais. A sequências de massagem chinesa trabalham os doze canais regulares e dois canais extras – VC (Vaso Concepção) e VG (Vaso Governador).

Os canais regulares são distribuídos simetricamente em ambos os lados do corpo e formam seis pares.

Um canal de cada par é Yin e o outro é Yang, formando uma relação exterior – interior. Em geral, os canais Yin fluem de baixo para cima nas superfícies internas da parte frontal do corpo, enquanto os canais Yang fluem de cima para baixo nas superfícies externas das costas, e cada canal se reúne ao seu par na extremidade do membro, cada canal Regular também é conectado a um órgão, cujo nome recebe, por exemplo Canal da Bexiga, ou Canal do Pulmão. os dois Canais Extras, VC e VG, se encontram-se na linha média do corpo.

PONTOS DE ACUPUNTURA

A palavra chinesa correspondente a “ponto de acupuntura” significa “pequeno orifício para o Ki”. As centenas de pontos de acupuntura distribuídos ao longo dos canais ajudam a transmitir o Ki e o sangue. Além disso, também existem os pontos de acupuntura extraordinários, que não se localizam nos canais. A massagem dos acupontos regula o fluxo do Ki-sangue para dispersar a estagnação e promover a saúde e o bem-estar.

Os pontos de acupuntura são identificados pelo nome do canal e um número, por exemplo, Bexiga 23 (abreviado B23). Os acupontos extraordinários são conhecidos pelos seus nomes em chinês, por exemplo “Yintang”.

Fonte: The Essencial Massaage Book, Eilean Bentley. Limited,London. 2005 Gaia Books.

Fonte: The Essencial Massaage Book, Eilean Bentley. Limited,London. 2005 Gaia Books.

Shiatsu

O Shiatsu é originário do Japão e envolve a aplicação de pressão nos pontos da acupuntura, a fim de equilibrar a energia corporal e promover a saúde. Embora esse nome signifique “pressão com o dedo”, o shiatsu também é aplicado com outras partes das mãos, os cotovelos e os joelhos.

Essa arte de massagem recebeu esse nome no começo do século XX, embora suas origens sejam remotas. Esta é uma combinação única entre a teoria médica oriental clássica, datada de mais de 2 mil anos atrás, e a rica tradição da medicina popular atual.

ki

O Shiatsu é o nome genérico de uma ampla variedade de técnicas, mas todos os praticantes são ligados por um princípio comum: a crença na força vital conhecida como Ki, que surge da interação entre Yin e Yang. O Ki flui através de meridianos (ou canais) interligados que percorrem todo o corpo; cada meridiano é vinculado a um órgão ou uma função psicofísica. O Ki pode ser contatado em certos pontos ao longo dos meridianos – estes são conhecidos como “pontos de acupuntura” na Medicina Chinesa e pelo seu nome em japonês, Tsubo, no Shiatsu. Em uma pessoa saudável, prevalece uma condição equilibrada e o Ki flui suavemente ao longo dos meridianos, como o combustível por uma tubulação, suprindo e mantendo todas as partes do corpo. Porém, quando o corpo está enfraquecido por um estilo de vida sem moderação, o estresse emocional ou as lesões, o Ki não flui com facilidade e torna-se deficiente em algumas áreas e excessivo em outras.

Os meridianos do Shiatsu são baseados nos Canais da Medicina Chinesa, embora sejam mais extensos.

APLICAÇÃO DO SHIATSU

No Shiatsu, o objetivo é tratar a causa dos sintomas do paciente. Tratar apenas a cabeça, em um caso de cafaléia (dor de cabeça), é ignorar um dos princípios fundamentais da medicina oriental – o corpo e a mente formam um todo orgânico e indivisível. Para diagnosticar a causa exata dos sintomas, é necessário um conhecimento profundo da teoria médica oriental e uma análise das condições emocionais e psicológica do paciente.

Fonte: The Essencial Massaage Book, Eilean Bentley. Limited,London. 2005 Gaia Books.